Que tal pilotar no autódromo de Interlagos? Saiba como isso é possível

Quem nunca sonhou em imitar os feitos de pilotos como Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi e dar ao menos uma voltinha no autódromo de Interlagos, em São Paulo? Pouca gente sabe, mais isso é possível. “Aqui é um parque público, as pessoas podem entrar e conhecer gratuitamente as dependências, desde que não haja competição que cobre entrada”, afirma Chico Rosa, assessor técnico do autódromo onde é realizado o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1.

Ele ainda acrescenta que, se a agenda estiver livre, é possível até entrar e dar uma volta de carro pela pista. “Para isso, porém, é necessário que a pessoa ligue antes no número (11) 5666-8822 e se informe sobre a disponibilidade do local. Se for possível, marcamos um horário e a pessoas será acompanhada por alguém da nossa equipe em um tour de carro pelo circuito”, explica Rosa.

publicidade

Outra possibilidade de aproveitar as dependências do templo do automobilismo são os cursos oferecidos por escolas de pilotagem no local. Eles podem ser tanto de direção defensiva quando de pilotagem, e têm duração rápida, de um ou dois dias. São duas as que oferecem aulas por lá: o Centro de Pilotagem Roberto Manzini (11 5668-5353) e o Alpie Competições (11 5666-6041).

Localizado no bairro de Interlagos, na Zona Sul de São Paulo (Avenida Senador Teotônio Vilela, 261), o Autódromo José Carlos Pace (nome oficial do espaço) foi inaugurado em 1940 e possui um circuito com 4.309 metros de extensão. As arquibancadas têm capacidade para 30 mil espectadores. Apesar de ser da década de 1940, o autódromo só passou a receber corridas da principal categoria automobilística do mundo em 1972, quando Emerson Fittipaldi cruzou a linha de chegada na primeira colocação.

Além das provas de Fórmula 1, o espaço recebe uma série de outras competições, como a Fórmula Truck, Stock Car, GT Brasil (que reúne carros esportivos como Ferrari, Lamborghini e Porsche), Fórmula 3 e até mesmo corridas de carros antigos, como fuscas e DKVs.

Fonte: Terra 

Leia sobre essa experiência no blog Sempre Viajar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *