Provence: dias sem pressa na França

Combinar exercício, cultura e alta gastronomia é o principal atrativo dos roteiros turísticos de bicicleta na Europa.Com um relevo plano e 5 600 quilômetros de rotas para ciclistas, a França é o país que recebe maior quantidade de visitantes, principalmente entre maio e outubro, quando o clima ameno é propício para atividades ao ar livre. A região de Provence é um dos destinos que mais atrai turistas brasileiros.

Jardim e pomar da França, o lugar mescla construções medievais com aromas suaves de lavanda e sálvia. A primeira parada do roteiro é Avignon, às margens do rio Rhône e pontilhada de torres e sinos. A cidade é uma perfeita amostra de como a vida moderna francesa flui com harmonia nas ruelas de uma cidade medieval. O legado papal é determinante – Avignon foi sede da igreja católica ao longo do século 14 – e o Palais des Papes domina o centro. De lá se parte em direção à Abadia de St. Michel de Frigolet, para depois seguir rumo a Tarascon, castelo do século 13 que fica às margens do Rhône. Contornando pelo oeste as montanhas dos Alpilles, a pedalada prossegue até Fontvieille, uma cidadezinha típica da zona rural. No dia seguinte os viajantes pedalam até Arles, famosa por seu anfiteatro romano preservado. A cidade também é cenário de um folclore de forte influência espanhola. A cidade-fortaleza de Les Baux é o destino do terceiro dia. Famosa por ser a corte do amor na Idade Média, Les Baux é o modelo perfeito de cidade medieval: estrategicamente empoleirada sobre o topo decepado de uma colina íngreme, murada, com um castelo no alto e total controle sobre o vale abaixo. Na manhã seguinte, a pedalada é feita pelos Alpilles numa subida paulatina que leva até St. Rémi, do outro lado. Em plena região fruticultora, esta cidade onde nasceu Nostradamus tem fontes e jardins, alamedas arborizadas e perfume de rosemary no ar. De lá, segue-se de volta a Avignon.



Porque conhecer a mais marcante região francesa
 

O prazer na Provence vem das pequenas coisas da vida: escolher a comida nas feiras, consumir pães artesanais, comprar vinho diretamente nas vinhas, temperar salada fresca com azeite caseiro, comer tapenade (uma espécie de patê típico à base de azeitonas), andar por cenários bucólicos. E fazer tudo isso num tempo particular, sem pressa. Para os provençais, a comida é motivo de devoção, e as feiras de rua estão entre as atividades de lazer preferidas.Localizada entre o Mediterrâneo e os Alpes, a região tem pequenas vilas e cidades grandes, restaurantes excepcionais, festivais, concertos e parques. Marselha é a capital, com mais de 1 milhão de habitantes. Cercada por muros, Avignon foi sede do papado no século 14, tem festival de artes e teatro todo verão. Também conhecida como Cidade das Mil Fontes, Aix-en-Provence é a terra natal de Paul Cézanne. Arles, onde Van Gogh pintou Os Girassóis e A Ponte de Arles, guarda vestígios da época em que foi uma das cidades mais importantes do Império Romano. St.-Rémy tem ruínas gálico-romanas e o monastério onde o pintor cortou a orelha. Le Baux foi uma cidade-fantasma por 300 anos, e hoje tem menos de 50 habitantes, ruínas medievais e sítio arqueológico. Seja qual for o roteiro, é impossível ficar entediado.


Os famosos Campos de Lavanda

Um dos emblemas da Provence são os campos de lavanda. A cor, o aroma, a textura da haste de florzinhas retorcidas é a cara desse recanto da França.
Veja aqui, onde encontrar os mais bonitos campos de lavanda da Provence:
Abadia de Sénanque

Estes demoram a florir. Monitorei quase semana a semana desde o começo de junho e só agora eles estão roxos de verdade. Trata-se de um dos postais mais clássicos da Provence.
Onde fica: a 4 km do centro de Gordes, no Luberon
Plateau de Valensole
Campos ondulados a perder de vista, árvores posicionadas estrategicamente entre as fileiras simétricas, campos de trigo em contraste com o verde da lavanda. Aqui estão concentrados os campos que são provavelmente os mais fartos e lindos e fotografados da Provence. Onde fica: nos arredores da cidadezinha de Valensole, especialmente ao longo da estrada D-8, em direção a Digne-les-Bains
Gorges du Verdon
A região em volta dos cânions deste parque natural são forradas de campos de lavandas que, paraíso dos paraísos, muitas vezes encontra campos enormes recheados de girassóis.
Onde fica: na região de Alpes de Haute-Provence, nos arredores das cidades de Moustiers-Ste-Marie e Ste-Croix.
Lagarde d’Apt
Aqui as estrelas são os campos de lavanda selvagem – um pouco mais desordenados, mas mais cheirosos e lindos do mesmo jeito. Onde fica: ao norte de Apt – para ver alguns dos mais cênicos, siga as placas para o Chateau du Bois, um dos maiores produtores de lavanda da Provence.
Plateau d’Albion
Aqui cidadezinhas medievais lindas e minúsculas são cercadas por lavandas que deixam tudo ainda mais surreal. Onde fica: ao norte do Luberon – uma das vilas mais bonitas é Banon.

Fonte: http://viajeaqui.abril.com.br/


Avignon, France

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *