Os melhores destinos e albergues para você viajar no esquema easy rider

Mochileiro não precisa passar perrengue. Para aproveitar o que esse tipo de viagem tem de melhor (aventura, liberdade, conhecer gente do mundo inteiro) sem levar a pior (albergues sujos, mal localizados, sem segurança), é preciso saber de uma ou duas coisinhas. Primeiro, alguns destinos são melhores que outros para os mochileiros porque atraem mais visitantes abertos a esse tipo de experiência e acabam tendo uma gama maior de opções de albergues, bares e restaurantes econômicos. Escolhido o destino, é preciso achar um bom albergue. Para você não ter todo esse trabalho, nós listamos alguns lugares sensacionais com albergues bacanas para você e sua carteira tirarem férias.

BUENOS AIRES

A capital argentina é garantia de bons vinhos, boa comida e algumas das mulheres mais bonitas do mundo. Não deixe de comer empanadas e alguns cortes de carne argentinos, como o ojo de bife e bife de chorizo – os pontos da carne em castelhano são: a punto (ao ponto), jugosa (malpassada) e cocida (bem passada). Sua hospedagem também não é motivo para preocupação. Os albergues da cidade não deixam nada a dever ao padrão europeu. O albergue No Milhouse Hostel você vai se divertir. Muitas gringas aportam por lá em busca de bagunça e sul-americanos como você. O Milhouse fica em dois casarões no centro de Buenos Aires. A farra com as gringas acontece no próprio albergue, que tem um bar interno para a festança dos hóspedes nos dois endereços. Quem se hospeda tem internet grátis, cozinha, sala de TV, cofres e armários com chaves. A diária do quarto duplo custa a partir de US$ 62. A do triplo, a partir de US$ 75. milhousehostel.com

 POR QUE É VIP
O albergue cuida para que o hóspede não sinta tédio nunca. Toda noite tem algum evento. Pode ser uma aula de tango, um jogo de futebol ou uma balada portenha, como a Asia de Cuba, em Puerto Madero.

A noite

O bairro de Palermo é o destino para quem procura uma noite animada e repleta de argentinas. Comece no bar 878 (no Palermo Viejo), que conta com mais de 60 tipos de uísque. Procure por uma pequena porta na Rua Thames, 878, e toque a campainha. O bar toca jazz, é inteiro de tijolos vermelhos e com boas poltronas para se sentar. Depois de esquentar os motores, opte por badalar no turístico e chique Puerto Madero ou em algumas vielas do bairro da Recoleta. estique para… …a Patagônia. No sul da Argentina, tem paisagens que vão fazer você babar e caminhadas que vão fazer você suar. Ótimo destino para dividir o saco de dormir com a gata que você conheceu em Buenos Aires.

LISBOA
Lisboa é uma das capitais mais baratas da Europa – e você nem vai precisar se enrolar com outra língua para encontrar as pechinchas. Com uma grana razoável, você vai comer e beber bem e descobrir que as lisboetas são muito gatas (esqueça as criaturas bigodudas das piadas de português). A cidade tem vários dos melhores albergues da Europa. No verão, quem invade Lisboa são os europeus do norte (ingleses, principalmente). o Albergue O Travellers House fica no bairro do Chiado, perto do agitado Bairro Alto. As diárias, a partir de € 18, incluem internet wi-fi, toalha, lençóis, café, chá e chocolate quente o dia todo. Ao cruzar a porta do hostel, você vai cair na Rua Augusta, onde só circulam pedestres. Lá estão lojas de grife e vendedores ambulantes e você pode caminhar até algumas atrações turísticas, como o Castelo de São Jorge. Ali perto também está o Shopping Center Espaço Chiado, bom para comprar aquele adaptador que você esqueceu de levar. travellershouse.com

POR QUE É VIP
Ali as dependências comuns são ótimas, com pufes, carpetes, TVs e som. É como se você estivesse na sala de estar de um amigo. Planeje seus próximos passos lá mesmo, esparramado nos sofás, abrindo os mapas no chão e pescando dicas dos outros hóspedes. A noite Se você procura bares e cerveja, o Bairro Alto é o seu destino. Ele fica a dez minutos de caminhada do albergue. A tradição lá é ir de bar em bar. Você pode começar pelo A Ginjinha, dedicado à bebida homônima (um licor feito com a ginja, um tipo de cereja). Na hora de ir para a balada, o nome é Lux Frágil, no bairro de Cais da Pedra, que também fica a dez minutos do albergue – mas de táxi. A balada, de frente para o Tejo (em uma espécie de praia), é uma das mais conceituadas na Europa. Estique para… …Santiago de Compostela. A cidade espanhola que fica ao norte de Portugal é um dos principais destinos dos mochileiros. Em Santiago, você vai conhecer muitos viajantes, tanto os aventureiros do Caminho de Santiago quanto os estudantes da universidade local.

BERLIM

Este é o destino para os amantes da nova Europa. A cidade foi toda reconstruída depois da guerra e, apesar de ainda ter muitos andaimes e guindastes, já é uma das metrópoles mais legais do mundo. Baladas que abrem sexta-feira e só fecham no domingo e albergues com infraestrutura fora de série agradam aos viajantes – sem contar a quantidade de loiras que vivem naquela terra. Você não pode deixar de ir ao Tacheles, uma casa ocupada e inteira grafitada por artistas que funciona como uma galeria de arte contemporânea. Dentro do Tacheles também tem um bar e um jardim.] O albergue O Circus é grande, tem capacidade para 220 hóspedes e fica no Mitte, o centrão de Berlim. Nas redondezas do albergue estão algumas das principais atrações turísticas da cidade, como o Portão de Brandemburgo e a Ilha dos Museus (uma ilha no Rio Spree com cinco museus e a Catedral de Berlim). O hostel oferece todos os tipos de quartos que você quiser – com banheiros coletivos ou exclusivos e quartos privados ou coletivos. As diárias custam a partir de € 19 (dormitório para oito pessoas, com banheiro no corredor). Se preferir quarto com uma cama e banheiro, você pagará € 53. No Ano Novo as tarifas aumentam. circus-berlin.de

POR QUE É VIP

Os hóspedes podem beber cerveja de graça às segundas e quintas-feiras. O albergue vende ingressos para jogos de futebol e conta com um espaço dedicado à arte alemã, o Art Box (e você pode beber lá dentro também!). A noite Balada é o que não falta. Fique atento a dois lugares: Panorama e Watergate. A Panorama é mais alternativa, abre ininterruptamente de sexta a domingo e ninguém consegue entrar em grupo ou com roupas muito arrumadinhas – na alta madrugada, uma grande fila pode ser notada na porta. Para quem procura uma noite eletrônica mais glamourosa, a Watergate, de frente para o rio, é a pedida, com DJs famosos. Estique para… …Praga. É uma cidade como você nunca viu. Tudo é organizado, bonito e as mulheres são deusas. Quer mais? A cerveja checa é uma das melhores do mundo. Não deixe de experimentar a Pilsner Urquell – você terá vontade de mandar nossas “loiras” para o exílio.

JERICOACOARA

A praia cearense, em que um mar de dunas encontra o oceano, era uma pacata vila de pescadores até que os mochileiros – gringos e do sul do Brasil – a descobriram. Em Jeri faz calor o ano todo e o fluxo de turistas não para. É gente da Europa, dos Estados Unidos, de Israel, São Paulo, Teresina… Todo esse povo vai lá para fazer kitesurfe de dia (ou só tomar uma cerveja na praia) e cair na balada forte à noite. Prepare-se para ficar uns dias a mais que o O albergue O legal de Jeri é que você não precisa estar num albergue para se enturmar: a vila é minúscula e todo mundo converge para os mesmos pontos à noite. Se você tiver grana, pode ficar num hotel caro e transado e conviver com a turma da mochila como se estivesse dormindo na casa de um nativo. Para uma experiência mais autêntica, hospede-se no Jeri At Home, um favorito dos gringos que fica no meio-termo entre o albergue e a pousada. A diária custa a partir de R$ 25 por pessoa em quarto duplo, com direito a internet wi-fi e ao uso da cozinha comunitária. geriba.com.br, jeriathome.com

POR QUE É VIP

Você pode negociar uma estadia prolongada ou até alugar o albergue inteiro para um grupo. O clima de convivência é de albergue, mas não há quartos com filas de beliches: aqui, no máximo três pessoas por apartamento.. A noite Comece na Rua Principal, o ponto em que ela se mistura à praia. Lá há vários carrinhos que vendem caipirinhas e alguns coquetéis folclóricos, como a serigueloska (caipiroska de seriguela) para a horda de gringos que fica conversando em pé. Puxe assunto e logo você saberá onde a noite – que costuma esticar até o sol raiar – vai prosseguir. Há boas chances que seja no Mama Africa, um bar sem teto num canto escondido da vila (siga a galera). Na madrugada, sempre chega um ônibus com uma fornada nova de gatinhas estrangeiras. Estique para… …os Lençóis Maranhenses. A paisagem é ainda mais radical que a de Jeri, mas o clima é de sossego. O que pode ser bom, porque é bem possível que você tenha se arranjado nas dunas.

BANGCOC

Bangcoc lembra filmes da Guerra do Vietnã – mas só a parte em que os soldados estão na cidade bebendo e correndo atrás de mulheres. O gueto gringo ali é o bairro de Khao San Road. É nele que você vai tomar algumas doses de Sangsom (o demoníaco rum tailandês). O albergue Mochileiros que querem ser bem acolhidos na capital tailandesa devem escolher o HI Hostel Baan Dinso, um albergue-boutique. O Baan Dinso preza por sua exclusividade, com nove quartos e atendimento de alta qualidade – o que o levou a ser eleito o melhor hostel do mundo em 2009 pela HostelWorld.com. Faça a reserva pelo menos um mês antes de sua chegada. A estadia, diferente de albergues convencionais, inclui ar condicionado, internet sem fio, DVD player e toalhas. Você pode optar por quartos simples (a partir de US$ 35 por dia) ou duplos (a partir de US$ 54 por dia). baandinso.com

 POR QUE É VIP

Além dos quartos enormes, o Baan Dinso serve comida tailandesa de primeira qualidade e ainda oferece aulas de culinária no próprio hostel. A noite O Bed Supperclub (bedsupperclub.com/ bangkok/en) está no nível das melhores baladas europeias e brasileiras. O nightclub fica na Rua Sukhumvit – uma das mais agitadas da cidade. É um programa convencional. Se você for mesmo curioso, junte um bando e vá ao bairro de Patpong para shows de pompoarismo e outras bizarrices sexuais. Estique para… …Koh Phi Phi, a ilha mais famosa da Tailândia. Lá você (e uma galera de mochileiros do mundo todo) vai descansar muito, nadar em águas transparentes, comer peixe e apreciar uma das paisagens mais belas da Terra.

RIO DE JANEIRO

É o principal destino mochileiro no Brasil. Muitos gringos aterrissam na Guanabara e encontram uma ótima infraestrutura de albergues para passar os dias. Hospedar-se na zona sul é uma opção certeira. Ipanema, Leblon e Copacabana são os bairros com boa localização em relação às praias, bares e restaurantes – quase tudo pode ser feito a pé. O albergue A opção de primeira linha para se hospedar em um albergue no Rio é o Leblon Spot Design Hostel. As diárias individuais variam entre R$ 55 e R$ 75 (quartos com quatro a dez camas). Se você preferir uma suíte, o preço é mais salgado, variando de R$ 200 a R$ 300. Nos feriados brasileiros, é mais comum encontrar brasucas no albergue. De outubro a dezembro e de março a maio, é a vez dos vizinhos sul-americanos. Do Ano Novo até março, quem aparece no Leblon Spot são os europeus e australianos. leblonspot.com

POR QUE É VIP

É o primeiro hostel da cidade que consegue juntar a farra do ambiente coletivo com um espaço moderno, cheio de estilo e bem limpo. Sem contar a localização: a badalada Rua Dias Ferreira, onde ficam os melhores restaurantes do Leblon (e bem pertinho dos ótimos botequins do bairro). A noite Jogue-se no bairro da Lapa munido de chinelo, bermuda e camiseta. Mesmo sozinho, você vai arrumar uma mesa acolhedora para beber cerveja gelada e saber qual é a próxima parada. O Circo Voador costuma ter a programação cultural mais quente do bairro, mas a cada barzinho você vai se deparar com grupos de chorinho e samba mandando brasa em plena calçada. O Clube dos Democráticos é outra excelente opção – uma enorme gafieira com mesas, pista e banda ao vivo (R$ 20 de entrada). Estique para… …Búzios. Perto do Rio, é uma das praias mais charmosas do litoral fluminense. Ruas estreitas, barzinhos, praias paradisíacas e, claro, lindas mulheres compõem o ambiente hippie-chique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *