Lua de mel na medida certa para todos os gostos

Casal em lua de mel em ParisDepois do aguardado pedido, é hora de organizar todos os preparativos do casamento: cerimônia civil e religiosa, festa, lista de convidados, vestido de noiva… Mas a lua-de-mel é item mais que importante, que deve ser planejado cuidadosamente a dois.
Para dar uma ajudinha aos casais indecisos, a consultora especializada em roteiros de lua de mel Jacqueline Dallal Mikahil lançou o livro “Enfim… nós: a lua de mel, seus cenários e significados”. E para começar a união com o pé direito, ela dá algumas dicas preciosas para escolher o destino.
Primeiramente, é importante saber o valor disponível para a viagem, o que vai determinar as opções. Se quiser economizar, uma boa dica é viajar fora da época de temporada, o que diminui os preços, da passagem aérea à hospedagem, incluindo os passeios. De quebra, os lugares estarão mais tranquilos, o que garante um melhor atendimento.
Também é preciso saber a duração da viagem, tendo em mente as horas de deslocamento até o local. “Uma semana é um prazo muito curto para um giro pela Itália ou para ir à Austrália. Acredito que a duração ideal da lua-de-mel é entre 10 e 15 dias”, avalia Jacqueline.

Antes de marcar a data do casamento, você deve se informar sobre a estação do ano em que ocorrerá a viagem. A temperatura influencia, e muito, no destino. “Se o sonho do casal é viajar para a Grécia, mas a lua-de-mel será em dezembro, o país estará em pleno inverno e as praias não terão aquele ar paradisíaco”, diz.

O estilo do casal também deve ser levado em conta. Já imaginou um casal super romântico na agitação de Las Vegas? Ou um notadamente urbano isolado em uma ilha deserta? “Tem que analisar o perfil do casal, se é mais tranquilo ou agitado. E qual a expectativa para a viagem”.
Selecionamos roteiros de acordo com cada perfil de casal: romântico, aventureiro, exótico e urbano. Veja qual é o de vocês e embarque em uma viagem dos sonhos.

Casal em Bora BoraLua-de-mel para casal romântico

Eles gostam de ficar grudadinhos e sem mais ninguém por perto. Preferem lugares cheios de romantismo, com cenários inspiradores, onde podem trocar abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim. E desfrutam dos bons momentos como um jantar à luz de velas ou um pôr-do-sol sem pressa.

Bora Bora – Polinésia Francesa

O casal quer ficar isolado, longe de tudo e de todos. E nada melhor que uma ilha no meio do oceano, certo? Um destino dos sonhos são as centenas de ilhas da Polinésia Francesa, ao sul do Pacífico. Entre tantas, Bora Bora é a queridinha dos apaixonados. A hospedagem é nos sofisticados bangalôs fincados na água.
Durante o dia, faça um passeio de barco até os motus, ilhotas com praias totalmente desertas cercadas por mar com tons surreais de azul e verde. A dica é ficar o dia todo nesse cenário que mais parece um paraíso. Mas Bora Bora guarda outras atrações como o passeio no barco com fundo de vidro, alimentação de tubarões, parasailing…

Paris – França

Ah, l’amour. Paris tem um quê de romantismo que paira no ar e atrai os casais apaixonados. Passear de mãos dadas pelos seus inúmeros jardins e percorrer as margens do Rio Sena. Para inspirar ainda mais, conheça o Le Mur des Je t’aime, ou Muro do Amor, no coração de Montmartre. No muro de azulejos estão escritas 311 declarações de amor em 250 línguas diferentes.
Para se sentir nas nuvens, faça um passeio de balão pelos céus parisienses. A mais de 150 metros de altura, a cidade fica ainda mais bonita. E que tal conhecer os postais a bordo dos famosos bateaux mouches? Para dar um toque extra de romantismo, faça o passeio à noite, incrementado com um jantar à luz de velas embalado por violonistas. É quando as luzes douradas da Torre Eiffel iluminam os casais apaixonados.

Casal em lua de mel na AmazôniaLua-de-mel para casal exótico

É um casal em busca de experiências diferentes, o que inclui paisagens, costumes e gastronomia. Gostam de interagir com os moradores locais e conhecer seu modo de vida. Também são fascinados pela natureza e animais. Preferem viagens para lugares distantes e não se preocupam com dificuldades de acesso e locomoção.

Tailândia

A capital Bangoc reúne belíssimos templos budistas com sua arquitetura característica. No maior de todos, o templo do Buda deitado ou Wat Pho, a majestosa estátua de 46 metros de comprimento, toda folheada a ouro, realmente impressiona.
Pegue um tuk tuk, o típico táxi de três rodas, para conhecer os mercados flutuantes. E não deixe de provar a incomparável gastronomia tailandesa, que abusa de ingredientes criativos e de bastante pimenta.
Vale a pena dar uma esticadinha até a ilha de Phi Phi e visitar a praia de Maya Bay, que serviu de locação para o filme A Praia, com Leonardo di Caprio. As belezas da água azul-turquesa não foram efeitos especiais do cinema e são pontos ideais para mergulhar ao lado de tartarugas e tubarões – inofensivos, segundo os guias.

Amazônia – Brasil

Para conhecer de pertinho todas as maravilhas naturais da maior floresta tropical do mundo, nada melhor que se hospedar em um hotel de selva. E não pense que vocês ficarão isolados do mundo. Há atividades de sobra.
O dia começa bem cedinho para assistir ao espetáculo do nascer do Sol e a revoada de pássaros que tingem o céu de várias cores. E que tal nadar e alimentar os simpáticos botos cor-de-rosa? Os animais são mansinhos e bastante brincalhões.
Depois de remar na canoa de madeira, que desliza vagarosamente pelas águas marrons do Rio Amazonas, chega o momento de pescar os peixes da região. À noite, as canoas partem à procura da observação de jacarés.
Já em terra firme, o guia mostra curiosidades das árvores, frutas silvestres e ervas medicinais. Não perca o passeio até uma comunidade ribeirinha para bater um bom papo com os moradores e conhecer seus costumes.

Fernando de NoronhaLua-de-mel para casal aventureiro

O casal aventureiro gosta de sentir o coração bater mais acelerado – e não é só pelo amado. Loucos por adrenalina, o casal viaja em busca de esportes radicais e experiências com boa dose de emoção. É um casal que busca o desafio. Pelo contato com a natureza, o casal abre mão de hotéis sofisticados.

Deserto do Atacama – Chile

O Atacama é o deserto mais seco e o mais alto do mundo. Se não bastassem tantos superlativos, suas paisagens únicas são de encher os olhos. E sempre vigiadas pelo imponente e silencioso vulcão Licancabur.
Com o chão forrado por um sal branco, caminhar pelo Valle de la Luna parece pisar em solo lunar, emoldurado por montanhas de pedra e dunas gigantescas. Já no Valle de la Muerte, os mais corajosos podem arriscar um sandboard nas altíssimas dunas. Nos salares, extensas planícies de sal que se estendem até a linha do horizonte, surgem lagos profundamente azuis repletas de flamingos. Pelo caminho, pequenas vilas guardam vestígios dos antigos incas.
Pule cedo da cama para conferir o belo espetáculo dos gêiseres El Tatio, com seus jatos que expelem fumaça, lama e água fervente que alcançam inacreditáveis sete metros de altura – o que ocorre ao amanhecer.

Fernando de Noronha

No Brasil, a dica é o arquipélago de Fernando de Noronha, merecidamente declarado Patrimônio Mundial Natural pela Unesco. Há trilhas, com diferentes níveis de dificuldade, que levam até as belas praias. Com pausas pelo caminho, é claro, para tirar fotos e dar um bom mergulho. Separe um par de tênis confortável além de máscara e snorkel.
Na Trilha do Atalaia, há pit stops nas piscinas naturais da Praia da Caeira e no mirante natural Morro da Pontinha, de onde se tem uma vista de boa parte do arquipélago. O esforço compensa: na Praia do Atalaia dá para se sentir em um aquário gigante ao mergulhar ao lado de peixinhos coloridos, moreias e até pequenos tubarões.
Para avistar os saltos dos golfinhos rotadores do paredão de 60 metros, é preciso encarar uma caminhada. Mas relaxe porque há paradinhas estratégicas para mergulhos nas praias dos Porcos, Cacimba do Padre, Bode, Boldró… Desse jeito, nem dá vontade de chegar.

Casal em Nova YorkLua-de-mel para casal urbano

Eles preferem viajar para lugares agitados, com muitas atividades. Adoram tudo o que as metrópoles têm a oferecer: monumentos famosos, museus com rico acervo, bons restaurantes e, é claro, algumas comprinhas.
Também gostam de percorrer cantinhos escondidos que ainda não foram descobertos pela maioria dos turistas. Lugares bucólicos sem internet? De jeito nenhum. O laptop é item mais que obrigatório na bagagem.

Nova York – Estados Unidos

Cosmopolita, Nova York consegue reunir o mundo todo. É um paraíso para o casal aventureiro, que vai explorar seus bairros como Chelsea, Soho, Chinatown, Village…
Com tantos museus interessantes, será difícil escolher apenas um. O Museu de Arte Moderna, o MoMA, reúne mais de 150 mil pinturas, esculturas, desenhos e fotografias. Suas paredes são forradas por artistas do quilate de Picasso, Van Gogh e Matisse. Mas ainda tem o Met, o Solomon R. Guggenheim, o Museu Americano de História Natural…
Diversidade gastronômica não falta na Big Apple: das tradicionais délis à febre dos cupcakes coloridos, sem falar nos representantes da culinária dos mais variados cantos do planeta. Se a carteira estiver recheada, faça a reserva em restaurantes classudos como o Adour, do chef Alain Ducasse, ou o Daniel, do renomado Daniel Boulud.
Com o dólar tão favorável, vai ser difícil resistir à tentação das compras e convém deixar um espacinho na mala. Vale a pena conhecer a loja dos sapatos estilosos do designer espanhol Manolo Blahnik ou a moderna loja da Apple.

Londres – Inglaterra

Londres consegue unir o antigo e o novo com charme de sobra. O estilo gótico das Casas do Parlamento, com a austera torre do Big Ben, convive harmoniosamente com a ousada roda-gigante London Eye, de onde se tem uma vista panorâmica da cidade.
Além de conferir a troca de guardas no Palácio de Buckingham, aproveite para dar uma espiadinha no seu interior quando a rainha está de férias, de julho a setembro.
Há museus para todos os gostos de turistas. O British Museum reúne vasto acervo arqueológico, com destaque para a múmia de Cleópatra. Na Tate Modern estão os expoentes da arte moderna e contemporânea como a pop art de Andy Warhol, com sua Marilyn Monroe com cores berrantes. Sem falar nas divertidas estátuas de cera do Madame Tussaud’s, da Rainha Elisabeth a Lady Gaga.
E se a ideia é voltar com as malas cheias, não faltam opções: da Carnaby Street apinhada de lojas de grife ao Camden Lock com suas barraquinhas de artigos descolados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *