Dicas para conhecer as mais belas paisagens portuguesas, apreciando os melhores vinhos da região

Pouco mais de 700 km separam os extremos norte e sul de Portugal, e cerca de 300 km de terra ficam entre o Atlântico e a vizinha Espanha. Sim, o país é diminuto e, por isso mesmo, fácil de percorrer suas distâncias (para facilitar, as estradas, depois da entrada do país na União Europeia, estão espetaculares) e conhecer suas belezas, especialmente se as paisagens forem degustadas juntos de seus belíssimos e variados vinhos. Para tanto, ADEGA preparou algumas dicas de lugares para visitar na terrinha.

Entre Lisboa (a capital) e Porto, suas cidades mais famosas, são cerca de 300 km e muitas rotas a seguir. Partindo da capital (cujas dicas de visita virão nas páginas a seguir), é possível ir diretamente a uma das regiões que mais tem se destacado na produção de vinhos do país nos últimos anos.

Alentejo

A apenas 150 km ao leste de Lisboa, fica Évora, considerada capital do Alentejo. De importância histórica desde a época dos romanos e especialmente na Idade Média – como centro de estudos e arte -, a cidade é fortificada e possui milhares de símbolos cristãos. Um bom lugar para ficar é o Convento dos Lóios (uma pousada estatal) e para comer a dica é o sensacional restaurante Fialho, um templo da gastronomia alentejana, com uma carta de vinhos não menos imponente.


Vizinho de Évora fica Reguengos de Monsaraz, uma pequenina cidade-fortaleza medieval, onde se encontra a estupenda Herdade do Esporão; certamente um ponto para se passear com seu renovado projeto de enoturismo. Almoçar no restaurante do Esporão e degustar seus vinhos e azeites é um must em uma viagem à região.

Pouco acima de Évora está Estremoz, também medieval. Na região, há diversas vinícolas que merecem ser visitadas, como a Quinta do Carmo, Quinta do Mouro, Herdade da Sobreira e a Adega Vila Santa (de João Portugal Ramos). Para ficar em Estremoz, uma boa opção é a pousada Rainha Santa Isabel. Sem dúvida, essa é um das mais espetaculares pousadas de Portugal. Muito bonita, com apartamentos grandiosos e com linda decoração. Para comer, o restaurante São Rosas, vizinho à pousada, proporciona um prazer enogastronômico sem igual, com excepcional carta de vinhos alentejanos e uma comida local cheia de charme e gosto.

Mais ao sul de Évora está Beja, a cidade mais quente de Portugal em todos os verões, também de grande importância histórica, com marcos aparentes. Em seus arredores, há muitos vinhedos e um dos bons lugares para visitar é a simpática Herdade da Malhadinha Nova, em Albernoa, que está hoje entre as mais modernas pousadas dedicadas ao enoturismo do país.

De Lisboa para o Porto

Mais próximo ainda de Lisboa pode-se visitar a região de Terras do Sado, com uma passagem pela Vila Nogueira de Azeitão, para parar no restaurante Azeitão e provar de uma culinária espetacular. Nesta região, uma visita à sede da Bacalhôa Vinhos é uma grande pedida. Outro restaurante fantástico é o Porto Santa Maria, em Estoril.

Indo em direção ao norte, pode-se passar por Óbidos, com suas impressionantes muralhas do século XIV. Uma pequena cidade com um clima espetacular. Esbanja charme. Antes ou depois da visita a Óbidos, porém, vale uma passada pela pequena vila de Bombarral, onde se localiza o magnífico Solar dos Loridos, com seus imponentes jardins e vinhas encantadoras. É nessa propriedade que temos os excelentes espumantes de mesmo nome.

Ainda rumo ao norte, antes de chegar à Coimbra, vale uma visita ao santuário de Fátima – para os mais religiosos, obviamente. Bênçãos recebidas, chega-se à Coimbra – da tão famosa universidade, que ainda hoje é uma das mais prestigiadas do mundo. Antes, contudo, no caminho é possível dar uma passadinha por Conímbriga, local da maior escavação dos tempos romanos de Portugal.

Em Coimbra, perto das margens do rio Mondego, não há lugar mais interessante para se hospedar que a Quinta das Lágrimas, hoje um espetacular hotel de luxo. Lá se encontram duas famosas fontes, Fonte das Lágrimas e Fonte dos Amores. O local foi cenário para os amores proibidos entre o príncipe D. Pedro e a aia Inês de Castro, assassinada a mando de seu pai, o rei Afonso IV.

Já em meio às regiões da Bairrada e Dão, é possível visitar diversas cidades, vilarejos e vinícolas maravilhosas. Pouco ao norte de Coimbra está Buçaco e seu palácio majestoso, que até hoje usa técnicas ancestrais de vinificação, produzindo vinhos raríssimos que só são vendidos por lá. Mais ao norte, encontra-se Viseu, a terra do fado. A impressionante Quinta do Encontro (e seu ótimo restaurante), e a belíssima Casa de Santar ficam por lá. Durante o passeio, se der fome, faça uma parada na estrada para comer os tradicionais “sandes de leitão” com um belo vinho da região.

Douro e Minho

Mais além, ao norte, chega-se à região do Douro, certamente imperdível para os enófilos. Um bom ponto de partida seria Vila Real, confluência dos rios Corgo e Cabril, e Peso da Régua – de onde saiam os rabelos (barcos de madeira) com os barris de vinho para o Porto -, sede do Instituto do Vinho do Porto. De lá podese partir tanto para a zona do Douro quanto do Minho.

No Peso da Régua temos hoje um dos mais especiais hotéis de turimo rural do Douro, a lindíssima Quinta do Vallado, que foi de propriedade de Dona Maria Adelaide Ferreira – a famosa Ferreirinha, uma espécie de Veuve Clicquot portuguesa. Hoje, quem comanda essa vinícola- hotel são os descendentes diretos de Dona Ferreirinha.

Ainda na região, são inúmeras as quintas que merecem ser visitadas (várias próximas à pequena cidade de Pinhão), como a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, a Quinta da Romaneira (também um luxuosíssimo hotel), a Quinta do Crasto (com sua vista privilegiada do Douro e seus socalcos), a Quinta de La Rosa (com um turismo rural de dar água na boca), a Quinta do Portal, a Quinta do Ventozelo, dentre outras. Todas estas, seguramente, deslumbrantes. Na cidade do Pinhão localiza-se o famoso e belíssimo Vintage House, um hotel antigo à beira do rio Douro.

Por fim, mais na direção da cidade do Porto (cujas dicas de turismo serão apresentadas nas páginas a seguir), fica a cidade de pedra de Penafiel, onde está a Quinta da Aveleda, com suas construções históricas impressionantes. Fonte: Revista Adega.

Para encontrar os melhores hotéis e pousadas em Portugual:
www.minhareserva.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *