Conheça Resorts com Massagens Exóticas

Um dos serviços mais pedidos nos grandes resorts é a arte milenar da massagem. É difícil entender as pessoas que não gostam dos apertos relaxantes. São simples movimentos que parecem percorrer todo seu corpo causando um bem-estar instantâneo. Melhor que café, melhor que o sono pós-almoço e em muitos casos, quando feita de forma preliminar, muitas vezes até melhor que o resto se é que vocês entendem…enfim a massagem, quando bem feita melhora a disposição e o humor de qualquer um. Mas nós do Adoro Viagem temos como lema a música de Lou Reed, take a walk on the wild side e procuramos as massagens mais exóticas do mundo. Os efeitos são considerados tão ou mais relaxantes e benéficos que os métodos normais, mas já o conforto, é difícil definir. Aventure-se em terapias diferentes. Se você gosta da coisa, já damos uma dica, vá para a Índia porque aparentemente qualquer barbeiro ou boteco oferecem massagens ritualísticas no mínimo curiosas como é possível ver a seguir.

Se algumas pessoas já sentem aflição de ver cobras em um aquário, imagine elas percorrendo livremente o seu corpo? Foi no norte de Israel, na cidade de Talmey El´Azar que a técnica relaxante da massagem de cobra foi criada. Dizem que enquanto o terapeuta realiza movimentos tradicionais no rosto, mãos e pés do cliente, o efeito das cobras se movendo pelo seu tronco, com seu corpo geladinho e levemente áspero é bem gostoso. Nada melhor que mais um vídeo para ilustrar. Najas e víboras não são contratadas como terapeutas por aqui.

LITERALMENTE SE SENTIR PISADO

Nem tão rara assim, mas também não tão comum, a massagem chavutti, consiste em massagear a pessoa utilizando os pés. Com o apoio de duas barras laterais ou cordas, as indubitavelmente esbeltas terapeutas chegam a apoiar todo o seu peso nas costas dos clientes, pisando em pontos estratégicos e deslizando como se estivesse dançando e patinando sobre o corpo alheio. Esse tipo de massagem vem da Índia, da região de Kerala do Sul, criada a partir de três tradições: A Kalaripayattu, uma arte marcial, a Kathakali, um dança clássica e o Ayurveda, o famoso sistema de medicina indiana.

PEDICURES AQUÁTICOS

Não é propriamente uma massagem, mas diversos spas do mundo, bastante luxuosos por sinal, oferecem agora o serviço de pedicure com nada menos do que pequenos peixes da espécie Garra Rufa. Eles literalmente roem os pés que aparecem em sua frente, claro, de maneira bastante delicada, afinal não possuem dentes e realizam a tarefa por sucção, esfoliando a pele e removendo células mortas. Muitas pessoas acham o método anti-higiênico, mas os spas que oferecem o serviço garantem que a água dos tanques é trocada de cinco em cinco minutos quando está sendo realizado o procedimento. Pode ser considerado como massagem porque quem provou o serviço falou que a sensação de ter os peixes trabalhando nos pés é muito boa, a menos que se tenha cócegas.

MASSAGEM INTERNA

Massagens tântricas, sensuais e a clássica tailandesa, feita em muitos casos com o corpo inteiro do terapeuta liberal, não só são comuns como são milenares. Mas o discreto Centro de Desenvolvimento Integral Metamorfose, com sedes e terapeutas em vários lugares do Brasil oferece a massagem yoni. Você entra no site, escolhe o terapeuta e escolhe o lugar de atendimento. O procedimento consiste em massagear a parte mais íntima da mulher. Regiões que ela mesma não costuma visitar e também o polêmico Ponto G. Mas a massagem não é nada parecida com o que elas fazem em casa quando estão sozinhas… bom, talvez um pouco. O terapeuta percorrerá por toda a região externa e interna e encerrará a terapia utilizado um pequeno vibrador. Naturalmente cerca de 4 a 5 orgasmos por sessão são esperados. Tudo para liberar a kundalini, energia primordial presente em todos os seres. Com isso a mulher além de obviamente, relaxar, também acaba por conhecer mais seu próprio corpo. A massagem tântrica nada mais é do que massagear uma região específica, assim como é possível optar por uma massagem nos pés. Não ouse chegar para seduzir, com seu melhor perfume. Aqui o propósito é trabalhar uma parte do corpo que para muitos é tabu, é só isso.

Fonte: Adoro Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *